n w

banner
Você está em:   Home História
  
História PDF Imprimir E-mail

Em 1º de agosto de 1945 tendo como mantenedora a Associação São Vicente de Paula, foi fundada no Recife pela Irmã Germana Chabas a Escola de Enfermeiras Medalha Milagrosa, no Hospital Pedro II.
Em 1946 a Irmã Lídia de Paiva Luna substitui a Irmã Chabas na direção da Escola, reorganizando o ensino. Mudou o nome da instituição para Escola de Enfermeiras Nossa Senhora das Graças encaminhou a documentação para o reconhecimento do curso que aconteceu no dia 30 de setembro de 1949, através do Decreto nº 27.281, publicado no Diário Oficial da União de 6 de outubro seguinte. A Escola esteve agregada à Universidade Católica no período de 1960 a 1967 e em 21 de agosto de 1967 foi incorporada à Fundação de Ensino Superior de Pernambuco – FESP.
Pouco tempo após a incorporação a FESP iniciamos a realização do vestibular unificado e aderimos ao ciclo básico comum para a área de saúde.
Em 1981 a Faculdade foi transferida para dependências do Hospital Oswaldo Cruz até 30 de abril de 1986, data de inauguração da sede própria no Campus de Santo Amaro, da Universidade de Pernambuco.
Sempre atenta ao que acontece no País e no mundo e preocupada com a formação na pós-graduação do enfermeiro, a Escola dá início em 1975, à especialização sob a modalidade de residência em enfermagem, cuja prática era realizada no Hospital Universitário Oswaldo Cruz e no Hospital da Restauração.
A Extensão Universitária sempre foi uma das marcas da Faculdade, expressando com clareza o seu compromisso com a sociedade, desde os primórdios.
Muitas outras iniciativas foram e são realizadas em nossa Faculdade. Cursos em diversas áreas e nas modalidades de aperfeiçoamento, capacitação, especialização e mestrado capacitam profissionais dos diversos níveis e profissões para Pernambuco e Estados vizinhos. 
Esforços sempre foram desenvolvidos no sentido de qualificar professores e funcionários administrativos para o desempenho de suas funções, permitindo-lhes  ascensão funcional e satisfação pessoal.
A FENSG conta com a maior parte dos seus docentes qualificados com mestrado ou doutorado  o que possibilitou de forma pioneira no Estado na aprovação no ano de 2008 do primeiro Mestrado em Enfermagem de Pernambuco.