UPE aprova concessão de título de Doutor Honoris Causa (in memoriam) a Jaime Gusmão, referência da engenharia em Pernambuco

O Conselho Universitário (CONSUN) da Universidade de Pernambuco decidiu conceder o título de Doutor Honoris Causa (in memoriam) ao professor e engenheiro Jaime de Azevedo Gusmão Filho, pelos “relevantes serviços prestados à Engenharia Geotécnica e à Geologia de Engenharia no Brasil”.

A indicação do nome foi feita pela Escola Politécnica de Pernambuco (Poli/UPE), dentro das celebrações que antecedem os 110 anos da instituição e os 90 anos de nascimento do homenageado que ocorrerão em 2022.

Jaime Gusmão será o 15º nome a integrar a lista de Doutores Honoris Causa da UPE, que comemora em 2021 seus 30 anos de fundação. A reunião do CONSUN foi realizada no dia 30 de setembro e a resolução aprovada foi a de número 035/2021. A solenidade de entrega está programada para o dia 12 de novembro.

Nascido em 6 de janeiro de 1932 na cidade de Caruaru, Jaime Gusmão foi engenheiro civil formado pela Escola de Engenharia da Universidade Federal de Pernambuco em 1954, sendo o laureado da sua turma.

Depois de ter feito o primeiro curso de Especialização em Engenharia de Solos realizado no Brasil (no Rio de Janeiro, em 1955), e de ter estudado entre 1958 e 1960 na Universidade de Illinois, em Chicago, onde fez seu mestrado em Mecânica dos Solos e Fundações, retornou a Pernambuco e ingressou como professor na UFPE no Departamento de Engenharia Civil, onde lecionou até o seu falecimento em 2013.

Ele foi também um dos fundadores do Curso de Geologia e do Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil. Na UFPE, foi livre docente, professor titular e recebeu o título de professor emérito.

Jaime Gusmão foi presidente do Clube de Engenharia de Pernambuco, do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PE) da e Empresa de Urbanização do Recife, onde implantou um modelo de gestão de riscos em encostas urbanas que é até hoje uma referência em todo o Brasil. 

Ganhou os prêmios Manuel da Rocha (ABMS) e Victor Leinz (ABGE) e publicou 10 livros e mais de 100 artigos técnicos em revistas e anais de eventos nacionais e internacionais. Faleceu no dia 1º de janeiro de 2013, aos 81 anos, após uma parada respiratória.